VÍDEO: brasileiro registrou ataque em bunker antes de desaparecer e ser encontrado morto em Israel

VÍDEO: brasileiro registrou ataque em bunker antes de desaparecer e ser encontrado morto em Israel

VÍDEO: brasileiro registrou ataque em bunker antes de desaparecer e ser encontrado morto em Israel

Ranani Glazer estava na rave que foi atacada no sábado (7) pelo grupo extremista Hamas.


Vídeo mostra relato de brasileiro que desapareceu após ataque do Hamas a Israel

Vídeo mostra relato de brasileiro que desapareceu após ataque do Hamas a Israel

O brasileiro Ranani Nidejelski Glazer, de 23 anos, que morreu após ataque do grupo extremista Hamas, registrou em vídeo, de um bunker, o bombardeio em Israel momentos antes de desaparecer. Ele teve a morte confirmada nesta terça-feira (10) pelo Itamaraty. (Veja imagens acima)

“Cara, eu juro que essa situação não tem como inventar. No meio da rave, a gente parou num bunker, começou uma guerra em Israel, pelo menos a gente tá num bunker agora, seguro. Vamos esperar dar uma baixada nisso, mas, cara, foi cena de filme agora, gente correndo, quilômetros, para achar um lugar para se esconder, velho”, disse.

Brasileiro que desapareceu em Israel é encontrado morto

Brasileiro que desapareceu em Israel é encontrado morto

O amigo que estava junto com o casal, o também brasileiro Rafael Zimerman, contou que o local foi invadido. A situação ficou tão desesperadora que ele teve que se fingir de morto para continuar vivo. Ele não sabe em que momento Ranani se perdeu. Rafael e Rafaela conseguiram escapar.

“Eu lembro do Ranani me falando para eu não olhar, porque tinham pessoas mortas em cima da gente e que estávamos usando o corpo delas para não tomarmos tiros”, conta Rafaela.

O conflito na região começou no último sábado (7). Homens armados do Hamas invadiram Israel e atacaram diversas cidades. A rave onde Ranani estava foi um dos primeiros alvos dos terroristas, que entraram por terra e deixaram 260 mortos no local.

Imagens de drone mostram destruição após ataque em festival de música em Israel

Imagens de drone mostram destruição após ataque em festival de música em Israel

Ranani prestou serviço militar em Israel. Ele vivia em Tel Aviv com amigos e trabalhava como entregador. De acordo com a namorada, ele tinha o sonho de se tornar um DJ no Brasil.

O pai de Ranani mora em Israel, e a mãe em Porto Alegre. Ele estudou no Colégio Israelita, que fica na cidade gaúcha. O jovem completaria 24 anos na próxima sexta-feira (13), segundo uma tia.

O Ministério das Relações Exteriores informou três contatos para brasileiros em situação de emergência – os três, com o aplicativo WhatsApp instalado:

  • Escritório em Ramala: +972 (59) 205 5510
  • Embaixada em Tel Aviv: +972 (54) 803 5858
  • Plantão consular geral, em Brasília: +55 (61) 98260-0610

Ranani Nidejelski Glazer vive há 7 anos em Tel Aviv e prestou serviço militar em Israel — Foto: Arquivo pessoal

VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Link original da notícia: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2023/10/10/video-brasileiro-registrou-ataque-em-bunker-antes-de-desaparecer-e-ser-encontrado-morto-em-israel.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *