Exportações da indústria gaúcha sofrem forte queda

Exportações da indústria gaúcha sofrem forte queda

Exportações da indústria gaúcha sofrem forte queda

Por Redação O Sul | 17 de outubro de 2023

Com faturamento de US$ 1,2 bilhão, recuaram 21,6% na comparação com o mesmo mês de 2022

Foto: Divulgação

As exportações da indústria de transformação no Rio Grande do Sul sofreram um forte impacto em setembro. Com faturamento de US$ 1,2 bilhão, houve recuo de 21,6% na comparação com o mesmo mês em 2022, em consequência da menor demanda pelos produtos fabricados do Estado.

No acumulado do ano, de janeiro a setembro, as vendas externas do setor registram queda de 4,8%, em relação ao mesmo período do ano passado. A explicação para este desempenho se dá pelas quantidades dos produtos exportados, que caíram 20,7% no nono mês de 2023, assim como os preços médios, cuja retração foi de 1%.

Dos 23 segmentos exportadores da indústria de transformação gaúcha, apenas oito tiveram crescimento nas receitas ante setembro de 2022, segundo análise da Unidade de Estudos Econômicos da Fiergs (Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul) com base nos resultados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços.

O segmento com maior faturamento, o de Alimentos, apresentou receita de US$ 369 milhões (-US$ 218,3 milhões, o que corresponde a uma redução de 37,2% em relação a setembro do ano passado). O efeito preponderante para explicar a variação negativa ficou por conta das quantidades dos produtos exportados, que retraiu 34%. Os preços médios caíram 4,9%.

Os produtos mais embarcados do segmento vieram provenientes da classe de processamento e conservação de carne, que mesmo assim, diminuiu 41% em relação a setembro do ano anterior. O principal comprador de alimentos do RS foi a China, seguida da Coreia do Sul.

Em segundo lugar, Tabaco apresentou faturamento de US$ 182,8 milhões (-US$ 54,4 milhões ou -22,9%). Para o segmento, os preços médios avançaram 21,6%, enquanto as quantidades dos produtos exportados registraram retração de 36,6% no período. Bélgica, Indonésia e Estados Unidos acabaram como os principais destinos dos embarques.

O terceiro segmento com maior destaque em setembro, o de Máquinas e equipamentos, faturou US$ 158,7 milhões (+US$ 72,5 milhões ou +84,2%). Para esse, tanto os preços médios dos produtos exportados (+35,4%) quanto as quantidades (+36%) apresentaram incremento comparados a setembro de 2022.

Importações

O Rio Grande do Sul importou US$ 1 bilhão em produtos em setembro, retração de US$ 427,3 milhões (-29,3%) frente ao mesmo período de 2022. Vale destacar que a importação de Bens Intermediários, utilizados como insumos para a Indústria, caiu 28,7%, refletindo um ambiente industrial menos aquecido no mercado interno, segundo a Fiergs. Foram adquiridos principalmente os produtos dos segmentos de Químicos, Veículos automotores e Coque e derivados do petróleo.

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

https://www.osul.com.br/exportacoes-da-industria-gaucha-sofrem-forte-queda/ Exportações da indústria gaúcha sofrem forte queda 2023-10-17

Link original da notícia: https://www.osul.com.br/exportacoes-da-industria-gaucha-sofrem-forte-queda/

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *