Unicamp 2024: comissão encerra inscrições do vestibular nesta quarta-feira; veja como fazer

Unicamp 2024: comissão encerra inscrições do vestibular nesta quarta-feira; veja como fazer

Unicamp 2024: comissão encerra inscrições do vestibular nesta quarta-feira; veja como fazer

Inicialmente, a universidade previa finalizar o prazo em 31 de agosto, mas depois ampliou em uma semana. A 1ª fase será em 29 de outubro, e a 2ª etapa está marcada para os dias 3 e 4 de dezembro.

Nesta edição, a Unicamp prevê de 60 mil a 65 mil estudantes inscritos, ao mencionar expectativa para “estabilidade ou pequeno aumento” no comparativo com os 61 mil contabilizados no exame anterior.

Em março, a universidade estadual anunciou mudanças no processo seletivo, com destaque para a ampliação do número de questões de humanas na 1ª fase, e a redução das perguntas na disciplina de matemática para candidatos aos cursos de humanas/artes e biológicas/saúde na etapa posterior.

O exame deve seguir a logística do vestibular anterior, mas com uma mudança. As provas da 1ª fase ocorrem em 31 cidades de São Paulo, além de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). No entanto, o município de Santa Bárbara d’Oeste (SP) deixará de receber o exame, que passará a ser realizado em Americana (SP).

Nesta edição, a universidade totalizou 9.888 isenções de taxa no vestibular, o segundo maior número desde que o programa foi criado em 2000. O maior foi de 11.810 na edição 2021 do processo seletivo.

Veja a seguir o que muda após as alterações divulgadas pela Unicamp

1. Distribuição de questões

A comissão organizadora manteve o total de 72 questões de múltipla escolha nesta etapa. Até a edição anterior, os candidatos precisavam responder duas questões de sociologia e filosofia inseridas de forma conjunta com história e geografia. A partir do Vestibular 2024, porém, a quantidade total para estas duas disciplinas sobe para seis, a apresentação ocorre de forma separada, e também foram feitas reduções dos números de perguntas de inglês, química, física e biologia na 1ª fase.

O diretor da Comvest, José Alves de Freitas Neto, explicou que a mudança na 1ª fase ocorreu para acompanhar a carga horária do ensino médio, que tem equilíbrio entre as ciências humanas e ciências da natureza. Segundo ele, havia uma diferença de oito questões entre os dois grupos e estudantes com maior facilidade em humanidades tiveram desempenho afetado em edições anteriores.

O primeiro dia da 2ª fase permanece inalterado na distribuição de questões, informou a Comvest.

Já no segundo dia da 2ª fase do vestibular, a Unicamp reduziu o total de questões de matemática para candidatos em cursos das áreas de Biológicas e Saúde, e em Humanas e Artes. Além disso, no caso específico de Humanas e Artes, filosofia e sociologia passam a ser cobradas de forma separada.

2. A mudança no preparo com mais filosofia e sociologia

Freitas Neto sinalizou que a inserção de filosofia e sociologia como questões autônomas no vestibular visa valorizar estes conhecimentos ao apresentá-los de forma não atrelada às disciplinas de história e geografia. Segundo ele, o candidato não precisa se preocupar com um nível de exigência maior do exame por conta da forma que a Unicamp planeja estabelecer a abordagem nas avaliações.

“A exigência que teremos na prova é a respeito da leitura de enunciados, textos e apreensão de conceitos. Tudo de uma forma bastante contextualizada, mas não temos uma exigência e não será cobrada uma questão relacionada à tradição da história da filosofia. Tudo que aparecer vai ser relacionado às temáticas de tópicos que envolvem conceitos da sociologia, filosofia e compreensão e aplicação destes mesmos conceitos da mesma forma que fazemos em outras provas. Então o candidato não deve esperar um nível maior de exigência, mas deve apenas identificar que existem questões próprias da filosofia e sociologia”, explicou o diretor da Comvest.

Estudantes na 1ª fase do Vestibular 2023 da Unicamp — Foto: Leandro Ferreira/g1

3. Nível de dificuldade e notas de corte da 1ª fase

A avaliação inicial da Comvest é de que, com a mudança na composição da prova de 1ª fase, o exame seja considerado mais fácil e, com isso, haja elevação das notas de corte.

“Imagino que com o equilíbrio de ciências da natureza e ciências humanas, e a maior facilidade dos candidatos com ciências humanas, tende-se a dizer que a prova ficará um pouquinho mais fácil. Consequentemente isso responde a outra questão, que é a possibilidade da nota de corte subir. A nota de corte não é estabelecida previamente, mas ela é dada a partir dos rendimentos dos candidatos em determinada área. Nesse sentido, é normal supor que o pessoal de humanidades tendo seis questões de filosofia e sociologia tenha um rendimento superior ao que teria antes resolvendo uma questão de física, uma de química e uma de biologia”, ponderou o historiador.

4. Expectativas sobre a 2ª fase

Diante das mudanças na 2ª fase, com redução das questões de matemática em provas específicas para dois de três grupos de candidatos, a Unicamp prevê melhorar o filtro de seleção.

“A prova de 2ª fase seguramente seguramente ficará mais amigável [para candidatos de humanas e biológicas], considerando a diminuição das questões de matemática e a ampliação das áreas em que estão escolhendo as carreiras […] A expectativa para a 2ª fase é de que venhamos a ter um melhor filtro daqueles que serão aprovados”, falou o diretor da Comvest sobre os benefícios da mudança.

5. Sem cobrança de itinerários

Os itinerários são um conjunto de disciplinas que os estudantes podem escolher no ensino médio. Segundo o diretor da Comvest, a Unicamp vai exigir os conteúdos obrigatórios previstos na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ministério da Educação, e a cobrança de filosofia e sociologia não causará “estranhamento” aos estudantes, ainda que a abordagem seja limitada no ensino médio.

“A maior apreensão dos candidatos em relação ao Novo Ensino Médio é a hipótese de perguntarmos os itinerários formativos. Não há possibilidade de colocarmos na grade de exigências do vestibular, portanto, os conteúdos serão minimizados para poder atender à parte comum obrigatória de todos os estudantes do ensino médio. Nesse sentido, dentro da área de ciências humanas, a BNCC diz que ela é formada pelas disciplinas de história, geografia, filosofia e sociologia”, diz.

“Então, os conteúdos de sociologia e filosofia estão presentes, serão apresentados de forma específica, de maneira condizente com a pouca carga horária que existe para estas disciplinas. Mas, ao considerarmos as questões específicas para candidatos de humanas na 2ª fase, estamos dizendo que por vários caminhos os candidatos podem argumentar […] consideramos que não terão nenhum estranhamento. Estamos seguindo um protocolo e evitando que filosofia e sociologia desapareçam em nossa própria prova.”

Habilidades específicas

A Unicamp informou que as avaliações de habilidades específicas para cursos onde há exigência desta etapa serão realizadas de 7 a 9 de dezembro.

As provas

  • 1ª fase: 72 questões de múltipla escolha e prova com duração de até 4 horas;
  • 2ª fase: a avaliação é comum para todos os estudantes chamados e tem a seguinte estrutura:
  • no primeiro dia, a avaliação é comum para todos os estudantes chamados e tem a seguinte estrutura: redação, além de questões dissertativas de língua portuguesa e literaturas de língua portuguesa, e interdisciplinares em língua inglesa;
  • no segundo dia, o exame terá perguntas dissertativas para todos convocados nas disciplinas de matemática, interdisciplinar de ciências humanas, e interdisciplinar de ciências da natureza. Além disso, serão realizadas provas de conhecimentos específicos, conforme a opção de curso: área de ciências biológicas/saúde (biologia e química), ciências exatas/tecnológicas (física e química), e ciências humanas/artes: (geografia e história, incluindo filosofia/sociologia).

Calendário oficial do Vestibular 2024 da Unicamp

  • Inscrições: até 06/09
  • 1ª fase: 29/10
  • 2ª fase: 03/12 e 04/12
  • Provas de habilidades específicas: 07/12 a 09/12

A primeira chamada está prevista para ocorrer em janeiro.

VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região

Link original da notícia: https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/educacao/noticia/2023/09/06/unicamp-2024-comissao-encerra-inscricoes-do-vestibular-nesta-quarta-feira-veja-como-fazer.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *