Mulher em cárcere privado com a filha implora por ajuda em bilhetes para vizinhos: ‘Pelo amor de Deus’

Mulher em cárcere privado com a filha implora por ajuda em bilhetes para vizinhos: ‘Pelo amor de Deus’

Mulher em cárcere privado com a filha implora por ajuda em bilhetes para vizinhos: ‘Pelo amor de Deus’

Caso aconteceu em Fazenda Rio Grande, região de Curitiba. Vizinhos acharam bilhetes, acionaram a polícia e homem de 25 anos foi preso, de acordo com a Polícia Civil (PC-PR).


Bilhete escrito por mulher em cárcere privado em Fazenda Rio Grande — Foto: PC-PR

Uma mulher, de 41 anos, e a filha, de 4 anos, foram resgatadas de cárcere privado depois que a mulher escreveu bilhetes pedindo ajuda e jogou no terreno dos vizinhos, que acionaram a polícia. O caso aconteceu em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), na quarta-feira (30). Leia mais abaixo.

Segundo a polícia, o suspeito do crime, de 25 anos, foi abordado no quintal da residência, preso e encaminhado para a delegacia de polícia de Fazenda Rio Grande. O nome dele não foi divulgado.

“Oi vizinhos. Me deem um sinal colocando um pano ou tapete no muro, se vão me ajudar. [Incompreensível] Porque ele disse que ia matar meu irmão. Me ajudem, por favor. Pelo amor de Deus”, diz um bilhete.

No segundo bilhete, a vítima escreveu:

“Joguei nos fundos, próximo do muro, um papel dobrado pedindo ajuda. Me ajudem, por favor”.

Segundo a polícia, a vítimas relatou que estava sofrendo ameaças e agressões físicas do companheiro. A mulher possuía lesões no corpo e no rosto, segundo a polícia.

Casa estava em situação precária

A casa onde as vítimas foram encontradas estava em situação precária, com poucos móveis, janelas trancadas com grade e cobertas com panos para que ninguém pudesse ver.

Elas também dormiam em uma cama no chão.

Mulher em cárcere privado com a filha implora por ajuda em bilhetes para vizinhos: ‘Pelo o amor de Deus’ — Foto: PCPR

Como denunciar casos de violência doméstica

A Central de Atendimento à Mulher recebe denúncias de violência, orienta mulheres sobre seus direitos e faz o encaminhamento para outros serviços quando necessário. O serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. É possível ter acesso ao atendimento por meio de uma ligação gratuita para o número 180, por meio de um e-mail para ligue180@mdh.gov.br, pelo aplicativo Proteja Brasil ou no site da ouvidoria.

O Disque Direitos Humanos atende situações graves de violações dos direitos humanos que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso. O serviço aciona os órgãos competentes a cada situação e busca possibilitar o flagrante. Para entrar em contato basta ligar para o número 100. O serviço funciona 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados.

Caso o crime esteja ocorrendo, a denúncia deve ser feita diretamente à Polícia Militar pelo 190.

Mais assistidos do g1 PR

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Link original da notícia: https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2023/08/31/mulher-em-carcere-privado-com-a-filha-implora-por-ajuda-em-bilhetes-para-vizinhos-pelo-o-amor-de-deus.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *