Mais de uma tonelada de cocaína é apreendida pela Receita Federal no terminal de contêineres do Porto de Paranaguá

Mais de uma tonelada de cocaína é apreendida pela Receita Federal no terminal de contêineres do Porto de Paranaguá

Mais de uma tonelada de cocaína é apreendida pela Receita Federal no terminal de contêineres do Porto de Paranaguá

Apreensão aconteceu nesta quarta (6). Droga estava em meio a carga de pallets.


Uma tonelada de cocaína estava escondida em carga de compensado — Foto: Receita Federal

A Receita Federal apreendeu, nesta quarta-feira (06), mais de uma tonelada de cocaína no Terminal de Contêineres do Porto de Paranaguá. Conforme o órgão, esta foi a maior apreensão de cocaína realizada pela Receita do Paraná desde 2019.

De acordo com a receita, a droga estava escondida entre cargas de pallets. Ao todo, foram localizados 1.096,5 kg de cocaína, em tabletes. O destino da droga, segundo a receita, era o Porto de Antuérpia, na Bélgica.

Segundo a Receita Federal, a carga foi preparada para “ocultar os tabletes de cocaína de modo a não serem detectados em uma inspeção visual”. Ainda segundo a receita, o material foi localizado com o auxílio de scanners e utilização de cães de faro.

O g1 procura contato com o Porto de Paranaguá sobre o caso.

A Receita Federal disse que repassou os detalhes do caso às autoridades policiais, bem como às administrações aduaneiras estrangeiras.

Apreensões em 2023

Com a apreensão desta quarta, são 1.592 kg de cocaína apreendidos por servidores da Receita Federal em 16 apreensões realizadas em 2023, no porto paranaense.

Segundo a Receita Federal, a atuação do órgão ocorre no controle aduaneiro sobre cargas e veículos com o objetivo de facilitar o comércio internacional e manter a segurança de operações lícitas.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 Paraná

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Link original da notícia: https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2023/09/06/receita-federal-apreende-cocaina-porto-panranagua.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *