Governo Ratinho Jr. pede suspensão de liminar que paralisou obra da Ponte de Guaratuba

Governo Ratinho Jr. pede suspensão de liminar que paralisou obra da Ponte de Guaratuba

Governo Ratinho Jr. pede suspensão de liminar que paralisou obra da Ponte de Guaratuba

i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar

A matéria que você está lendo agora+0

Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.

Que tal saber mais sobre esse assunto?

Custo da construção para tornar realidade o projeto da Ponte de Guaratuba é estimado em R$ 386,9 milhões| Foto: Projeção/Divulgação DER-PR

A Procuradoria-Geral do Estado do Paraná (PGE-PR) e o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) protocolaram no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, nesta segunda-feira (9), um pedido que tenta derrubar a liminar da 11ª Vara Federal de Curitiba que suspendeu a licença prévia para a construção da Ponte de Guaratuba.

As principais notícias do Paraná no seu WhatsApp

A PGE-PR argumenta que a decisão liminar gera lesões à economia pública, como aumento do custo final da obra por conta da correção monetária e inflação, ampliação dos custos com o contrato acessório de fiscalização da obra e também dos custos do serviço de ferry boat para a travessia da baía de Guaratuba.

A decisão da juíza Silvia Brollo atende a parte dos pedidos do Ministério Público Federal (MPF) em ação civil pública. A magistrada disse que a licença está suspensa até o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) ser aprovado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Segundo a PGE-PR, a licença ambiental foi emitida pelo Instituto Água e Terra (IAT) para a construção da Ponte de Guaratuba. Dessa forma, o órgão afirma que estão sendo realizados todos os estudos e medidas necessárias. “Não se está diante de cenário em que o órgão ambiental ignorou o ICMBio e conduziu, à sua revelia, o licenciamento. Essa circunstância reforça a compreensão de que é desproporcional adotar a medida mais drástica possível – a suspensão da Licença Prévia – diante de um cenário em que tem havido intensa colaboração entre o IAT e o ICMBio”, trecho do pedido, divulgado pelo governo estadual.

Receba nossas notícias&nbspNO CELULAR

WHATSAPP: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Link original da notícia: https://www.gazetadopovo.com.br/parana/governo-ratinho-jr-pede-suspensao-liminar-que-paralisou-ponte-de-guaratuba/

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *