Cápsula do tempo enterrada há 50 anos é aberta em Ponta Grossa; veja o que estava dentro dela

Cápsula do tempo enterrada há 50 anos é aberta em Ponta Grossa; veja o que estava dentro dela

Cápsula do tempo enterrada há 50 anos é aberta em Ponta Grossa; veja o que estava dentro dela

Foi desenterrada nesta sexta-feira (08) em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, a cápsula do tempo que estava acoplada no Monumento do Sesquicentenário, na Praça Floriano Peixoto, em frente à Catedral. Veja abaixo o que há dentro dela.

O item de metal estava no local há 50 anos, desde 1973. Segundo a prefeitura, a caixa foi colocada lá como parte das comemorações dos 150 anos da cidade. A retirada de cápsula faz parte, agora, da comemoração dos 200 anos da cidade, que celebra aniversário neste mês.

A caixa foi levada até o Conservatório de Música Maestro Paulino, onde a abertura ocorre e os itens na caixa são revelados. A manipulação dos objetos é feita por técnicos da Casa da Memória.

Os itens encontrados na cápsula do tempo serão expostas no Museu Municipal, que vai funcionar na Mansão da Vila Hilda.

O espaço será inaugurado no dia 12 de setembro, para convidados, e no dia 13, quarta-feira, será aberto para receber o público.

Agora, a prefeitura pretende criar duas novas cápsulas do tempo, para registrar a comemoração dos 200 anos de Ponta Grossa. Saiba mais abaixo.

O que tem dentro da cápsula do tempo de Ponta Grossa?

Abertura da cápsula do tempo de Ponta Grossa — Foto: Carla Yarin/RPC

Veja, a seguir, quais itens foram retirados de dentro da caixa.

  • Carta endereçada à prefeita de Ponta Grossa;
  • Carta endereçada à Câmara de Vereadores de Ponta Grossa;
  • Carta endereçada ao reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG);
  • Carta endereçada à TV Esplanada, atualmente chamada de RPC Ponta Grossa;
  • Carta endereçada ao bispo;
  • Carta endereçada ao General do Exército;
  • Carta endereçada à Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG);
  • Carta endereçada ao Sindicato dos Condutores Rodoviários de Veículos de Ponta Grossa.
  • Uma edição do jornal Diário dos Campos;
  • Uma edição do Jornal da Manhã, com uma reportagem sobre a cápsula do tempo;
  • Uma edição do jornal Gazeta do Povo;
  • Uma edição do jornal Folha de Londrina;
  • Uma edição do jornal O Estado do Paraná;
  • Uma edição do jornal Análise.
  • Discurso do vice-governador do Estado;
  • Relato do Governo do Estado sobre a inauguração da TV Esplanada, atualmente RPC Ponta Grossa;
  • Discurso proferido pela autoridades no dia em que a cápsula do tempo foi enterrada.
  • Fotos da época;
  • Catálogo geral da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG);
  • Classificados da época;
  • Livros;
  • Um folheto orientando como usar cinto de segurança.

Abertura da cápsula do tempo de Ponta Grossa — Foto: Carla Yarin/RPC

Nova cápsula do tempo

No dia 15 de setembro Ponta Grossa completa 200 anos de emancipação política.

Para registrar a data, duas novas cápsulas do tempo serão enterradas:

  • Uma delas será colocada no mesmo lugar que a criada em comemoração aos 150 anos da cidade, ou seja, na Praça Floriano Peixoto. Ela deve repetir exatamente os mesmos documentos da cápsula dos 150 anos, diz prefeitura;
  • A outra terá outros itens, ainda não revelados pela prefeitura. Ela será colocada no monumento alusivo aos 200 anos de Ponta Grossa, que será inaugurado no dia 16 se setembro. Ele ficará em um canteiro da avenida Dom Geraldo Pellanda, nas proximidades da rotatória que leva ao Jockey Club.

*Reportagem em atualização.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 Paraná

Link original da notícia: https://g1.globo.com/pr/campos-gerais-sul/noticia/2023/09/08/capsula-do-tempo-enterrada-ha-50-anos-e-aberta-em-ponta-grossa.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *