Brasileira faz parte de projeto que pretende levar wi-fi para a Lua

Brasileira faz parte de projeto que pretende levar wi-fi para a Lua

Brasileira faz parte de projeto que pretende levar wi-fi para a Lua

Natural de Loanda, no noroeste do Paraná, a jovem estuda engenharia aeroespacial em uma universidade da Flórida.

Na instituição, Andressa desenvolve um projeto para enviar uma câmera e wi-fi para a Lua.

“Essa câmera vai ser enviada para a Lua e vai tirar foto da nave antes dela pousar. Também vai ser a primeira vez que eles vão usar wi-fi na Lua, para enviar dados e essas coisas. Eu estou muito feliz e empolgada de estar fazendo parte desse projeto”, compartilha a jovem.

Pioneirismo

Paranaense é a primeira mulher brasileira a fazer curso de astronauta nos EUA — Foto: Reprodução/RPC

Andressa já tem um histórico de pioneirismo. Ela também foi a primeira brasileira a estagiar no CERN, o maior laboratório de física do mundo, conhecido por abrigar o maior acelerador de partículas do planeta.

A jovem passou sete meses no centro europeu de pesquisa, na Suíça, onde teve a oportunidade de conhecer e trabalhar com os maiores cientistas do mundo.

Para ela, todas essas conquistas são apenas do início da jornada.

“O céu é só o começo”, brinca.

Incentivo e inspiração

A estudante conta que o pai, Paulo Ojeda, foi um dos principais incentivadores do sonho dela de seguir a carreira de astronauta

“Quando eu falei para o meu pai: ‘Olha, eu quero ser astronauta’, eu não esperava o suporte que ele me deu. Ele falou: ‘Se é isso que você quer, a gente vai correr atrás junto e vai fazer acontecer'”, relembra.

Para Paulo, a prioridade sempre foi incentivar o sonho da filha.

“Quando ela veio para mim e falou que queria ser astronauta eu falei: ‘Legal, vamos ver o que precisa’. Partiu muito da confiança de pai e filho, de entender que esse sonho era real para ela e que não era brincadeira”, conta.

Andressa faz parte de projeto que pretende enviar câmera e wi-fi para a Lua. — Foto: Reprodução/RPC

O pai relata que a filha serve de inspiração e relembra orgulhoso que a jovem foi convidada pela Agência Espacial Brasileira (AEB) a participar da conferência “Space For Women”, da Organização das Nações Unidas (ONU), em Dubai.

O projeto incentiva e apoia a participação de mulheres nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática em todo o mundo.

Porém, a inspiração para outras pessoas começa dentro de casa. O pai, viu na filha o incentivo que faltava para voltar a estudar.

Formado em Administração, Paulo agora é também estudante de Engenharia.

“Eu comecei a ficar muito curioso e voltei a estudar. Tem três meses que estou fazendo o curso. É EAD (Ensino a Distância), mas estou bem empolgado com todas as possibilidades de abrir a cabeça com estudos novos”, comemora o pai.

Filha incentivou o pai, que voltou a estudar — Foto: Reprodução/RPC

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 Paraná

Link original da notícia: https://g1.globo.com/pr/norte-noroeste/noticia/2023/08/29/brasileira-faz-parte-de-projeto-que-pretende-levar-wi-fi-para-a-lua.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *