PCC fatura R$ 2,8 bilhões escondendo cocaína em carga de frutas

PCC fatura R$ 2,8 bilhões escondendo cocaína em carga de frutas

PCC fatura R$ 2,8 bilhões escondendo cocaína em carga de frutas

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quarta-feira (30/8), a Operação Pactolo, que tem como objetivo reprimir e desarticular uma célula da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC) especializada no tráfico internacional de drogas, utilizando-se do Porto de Santos em São Paulo e de outros portos brasileiros.

Estima-se que os criminosos movimentaram ao menos R$ 2,8 bilhões com o esquema.

Cerca de 30 policiais federais estão nas ruas para dar cumprimento a oito mandados de busca e apreensão em endereços situados em Santos e Praia Grande, na baixada santista.

Além dos mandados, foram decretadas medidas patrimoniais de sequestro de 12 imóveis, como apartamentos de luxo, bem como o bloqueio de bens e valores existentes nas contas bancárias e aplicações financeiras dos investigados, totalizando um valor estimado de aproximadamente R$ 2,8 bilhões.

As investigações revelaram que a organização criminosa constituiu uma complexa estrutura logística para operacionalizar as ações de narcotráfico internacional, que abrange desde a produção da droga no exterior, seu posterior ingresso e transporte dentro do território nacional, distribuição interna, preparação e envio dos carregamentos de cocaína para o exterior utilizando principalmente o modal marítimo. A droga era, constantemente, escondida em cargas de frutas.

Grande parte da droga movimentada pelo grupo tinha como destino os portos da Europa e, para isto, atuavam predominantemente na região do Porto de Santos.

Droga apreendida

Droga apreendida PF/Divulgação

Droga apreendida

Criminosos usavam o Porto de Santos PF/Divulgação

Droga apreendida

Droga pertence ao PCC PF/Divulgação

Droga apreendida

Cocaína escondida em carga de limão PF/Divulgação

Droga apreendida

Cocaína localizada em caixas de manga PF/Divulgação

Foram identificadas cerca de 21 apreensões no Brasil e no exterior, totalizando aproximadamente 17 toneladas de cocaína, que através de investigação foram vinculadas à atuação do grupo.

As investigações revelaram, ainda, que lideranças da organização empregavam diversas metodologias para ocultar e dissimular a procedência ilícita dos valores recebidos com o tráfico de drogas, para tanto, constituíam empresas fictícias.

apreensao cocaina porto santos

Operação conjunta apreende 247kg de cocaína no Porto de Santos Divulgação/Receita Federal

PF realiza ação conjunta em combate ao tráfico internacional de drogas, no Porto de Santos

Mergulhadores da Marinha encontraram tabletes de cocaína em casco de navio PF/Divulgação

operação porto de santos

Cocaína no Porto de Santos Divulgação/Polícia Federal

PF realiza ação conjunta em combate ao tráfico internacional de drogas, no Porto de Santos

PF promove operação conjunta no Porto de Santos PF/Divulgação

Santos (SP), 21/07/2015 – Porto de Santos Foto: Michael Melo/Metrópoles

Porto de Santos Michael Melo/Metrópoles

navio porto de santos 2

Porto de Santos Divulgação

Porto de Santos

O Porto de Santos Divulgação/SPA

Porto de Santos

Navio com contêineres no Porto de Santos Divulgação

Os investigados na operação responderão, cada qual dentro da sua esfera de responsabilidade, pelos crimes de organização criminosa, tráfico internacional de drogas e associação para fins de tráfico, bem como pelo crime de lavagem de dinheiro.

Link original da notícia: https://www.metropoles.com/distrito-federal/na-mira/pcc-fatura-r-28-bilhoes-escondendo-cocaina-em-carga-de-frutas

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *