Há um ano sem sair de casa, idosa de 97 anos fala sobre solidão na velhice: Sinto falta de uma família’

Há um ano sem sair de casa, idosa de 97 anos fala sobre solidão na velhice: Sinto falta de uma família’

Há um ano sem sair de casa, idosa de 97 anos fala sobre solidão na velhice: Sinto falta de uma família’

“Sinto falta de uma família dentro de casa para cuidar de mim”, relatou.

Há mais de um ano que ela não sai de casa, e passa boa parte de seu tempo vendo os vizinhos pela varanda de seu apartamento.

“Gostaria de fazer um passeio, ir à beira da praia, ver o mar”, acrescentou.

Josélia da Silva Santos, de 97 anos, toma sol em seu apartamento no RJ. — Foto: Reprodução/Profissão Repórter

Mesmo com a idade avançada, Josélia ainda se mantém ativa. Só conta coma a ajuda de uma faxineira, uma vez por semana, para as tarefas mais pesadas da casa.

Há 9 anos, Josélia perdeu o único filho, que morreu de cirrose.

“Ele sabia que estava muito doente, que ele ia morrer. Ele falou: ‘Mamãe, a senhora vai ficar sozinha’. Isso para mim foi…”, afirmou a idosa, sem conseguir terminar a frase, tomada pela emoção.

Josélia e Josefa

Há 4 anos, a rotina da idosa deixou de ser tão solitária. Ela passou a receber visitar de Josefa Gomes Dantas, 76 anos, que trabalha como “agente experiente”, contratada pela prefeitura do Rio para fazer companhia a outros idosos.

“É muito bom para gente, é uma lição a gente estar ao lado deles”, contou Josefa à reportagem.

“Graças a Deus eu encontrei amigas que estão fazendo o que uma família devia fazer”, contou Josélia.

Apesar de oferecer assistência para idosos solitários, Josefa também vive sozinha em um pequeno apartamento no centro da cidade. Ela foi ainda jovem para o Rio para trabalhar como doméstica. Não se casou, nem teve filhos.

“Aqui sou eu sozinha, e Deus. E eu trabalho e pronto”, afirmou.

Josefa fez questão de surpreender Josélia no dia de seu aniversário de 97 anos. Com um bolo de chocolate, Josélia, Josefa e outra agente experiente, Dalila Fernandes, de 77 anos, comemoraram a data.

Josefa e Dalila comemorando o aniversário de 97 anos de Josélia. — Foto: Reprodução/Profissão Repórter

“Vira meio família, é uma amizade forte e sincera. A dona Josélia é uma escola viva. A vida dela é bonita, ela viveu intensamente, viveu emoções, viajou, se entregou a desafios, lutou, sofreu, se alegrou. Acho que é o retrato do que é a vida mesmo”, disse Dalila

Veja a íntegra do programa:

Edição de 17/10/2023

Edição de 17/10/2023

Confira as reportagens do programa:

Link original da notícia: https://g1.globo.com/profissao-reporter/noticia/2023/10/18/ha-um-ano-sem-sair-de-casa-idosa-de-97-anos-fala-sobre-solidao-na-velhice-sinto-falta-de-uma-familia.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *