Cerca de 250 famílias serão removidas de casa para ampliação do metrô de BH: ‘Preocupação muito grande’

Cerca de 250 famílias serão removidas de casa para ampliação do metrô de BH: ‘Preocupação muito grande’

Cerca de 250 famílias serão removidas de casa para ampliação do metrô de BH: ‘Preocupação muito grande’

Segundo a empresa Metrô BH, que assumiu o serviço em março deste ano, as edificações a serem desocupadas foram construídas irregularmente na faixa de domínio, ao lado do traçado da via de trem de carga e ao longo do trajeto planejado para a implantação da linha 2.

A maior parte dos imóveis fica nos bairros Gameleira, Nova Gameleira, Nova Cintra, Betânia e Vista Alegre, todos na Região Oeste da capital, e Barreiro, na região de mesmo nome.

“Fico preocupada, para onde nós vamos? A gente vai ter que tomar outro rumo, ir para um lugar onde não conhece ninguém. Faz quase dez anos que eu moro aqui, tenho meus clientes, meus meninos estudam aqui perto, minha vida está toda aqui”, disse uma mulher que mora às margens da linha férrea, no bairro Nova Gameleira, e não quis ser identificada.

Segundo ela, equipes da concessionária já começaram a visitar o local e a avaliar as casas.

Linha férrea no bairro Nova Cintra, em BH — Foto: Rafaela Mansur/ g1

O comerciante Sérgio Miranda Gomes tem um sacolão no bairro Nova Cintra, fora dos limites da linha férrea, mas soube extraoficialmente que o imóvel também seria desocupado.

“Gera uma preocupação muito grande na gente. Hoje o local onde fica o sacolão é um ponto de referência do bairro, um centro comercial, e a gente fica muito apreensivo, não sabe se a mudança vai ser para melhor, se vai ser para pior. Vai ser bom ter o metrô, mas achar um lugar tão bom como esse para o comércio não vai ser fácil”, afirmou.

De acordo com Metrô BH, o processo de desocupação já começou, por meio de reuniões com as comunidades e entrevistas com as famílias a serem removidas. As próximas etapas incluem cadastramento socioeconômico e avaliação e negociação dos imóveis, que serão base para a definição das indenizações.

Segundo a empresa, a expectativa é de que essas fases sejam finalizadas até dezembro, e a desocupação, concluída até o primeiro semestre de 2024, quando está previsto o início das obras de implantação da linha 2. A ideia é que as intervenções comecem após o período chuvoso, em maio.

Ampliação do metrô

Atualmente, o metrô de Belo Horizonte tem apenas uma linha. O sistema possui 19 estações e cerca de 28 quilômetros de extensão.

O contrato de concessão prevê a ampliação da linha atual em aproximadamente 2,45 km, com a implantação de uma nova estação, a Novo Eldorado.

Além disso, o contrato determina a construção da linha 2, com cerca de 10,5 km e sete estações: Nova Suíça, Amazonas, Salgado Filho, Vista Alegre, Ferrugem, Mannesmann Vallourec e Barreiro.

Mapa mostra como ficarão linhas 1 e 2 do metrô de Belo Horizonte após ampliação — Foto: Metrô BH/ Divulgação

Cronograma de entrega das obras

  • Até 2025: reforma de 10 estações da linha 1 (Eldorado, Cidade Industrial, Vila Oeste, Gameleira, Calafate, Carlos Prates, Lagoinha, Central, Santa Efigênia e Vilarinho).
  • Até 2026: implantação da nova estação da linha 1 (Novo Eldorado) e revitalização das outras 9 estações (Santa Tereza, Horto, Santa Inês, José Cândido, Minas Shopping, São Gabriel, Primeiro de Maio, Waldomiro Lobo e Floramar).
  • Até 2027: conclusão das sete novas estações da linha 2.
  • 2029: entrega da operação da linha 2.

Vídeos mais vistos no g1 Minas:

Link original da notícia: https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2023/10/18/cerca-de-250-familias-serao-removidas-de-casa-para-ampliacao-do-metro-de-bh-preocupacao-muito-grande.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *