Quem são os suspeitos de matar os adolescentes que sumiram por duas semanas em Sooretama, Norte do ES

Quem são os suspeitos de matar os adolescentes que sumiram por duas semanas em Sooretama, Norte do ES

Quem são os suspeitos de matar os adolescentes que sumiram por duas semanas em Sooretama, Norte do ES

Os adolescentes desapareceram no dia 18 de agosto, após um tiroteio registrado em Areal, Sooretama, bairro vizinho onde os meninos moravam. De acordo com os familiares, as vítimas foram ao local por curiosidade a fim de saber o que teria acontecido e não foram mais vistos.

Motorista de aplicativo preso

O primeiro homem preso foi um motorista de aplicativo, de 43 anos, que não teve o nome divulgado. O indivíduo é apontado de transportar os meninos para a plantação onde os adolescentes foram executados e os corpos foram enterrados.

O veículo do motorista foi apreendido no dia 24 de agosto, seis dias após o crime, e tinha vestígios de sangue. Familiares dos três jovens chegaram a coletar sangue para comparar com o material, que ainda não teve o resultado divulgado.

Embora a polícia tenha interrogado o motorista na quinta-feira (24), não havia elementos suficientes para decretar a prisão dele, que só foi possível no dia 30 de agosto, após um mandado de prisão expedido pela Justiça.

Segundo o Secretário de Segurança Pública do Espírito Santo (Sesp), Alexandre Ramalho, foi o próprio motorista que, inclusive, indicou para os policiais que os corpos estavam em uma área de plantação de eucalipto.

Área de plantação onde os corpos foram encontrados em Sooretama, no Norte do ES — Foto: Reprodução

O Superintendente da Polícia Civil na região Norte, o delegado Fabrício Dutra destacou ainda que o carro foi identificado após denúncias via Disque 181. Com as informações em mãos, os policiais conseguiram localizá-lo durante uma abordagem.

“O homem começou a tentar emitir álibis, dizendo que esteve, de fato, no bairro, mas para socorrer a vítima da tentativa de homicídio. Perguntamos quem seria essa pessoa, mas vimos que ela não existia”, detalhou.

Adolescente apreendido

Polícia encontra corpos em Sooretama, no ES — Foto: Alice Sousa

Ainda de acordo com o secretário Alexandre Ramalho, as diligências apontaram ainda a participação de um adolescente, que havia fugido do município de Sooretama e estava em escondido no bairro Jardim Carapina, na Serra, Grande Vitória. O menor de idade foi apreendido nesta quinta-feira (31) e o nome dele não será divulgado, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (Ecriad).

“Conseguimos localizá-lo e também voltamos ao interrogatório do motorista de aplicativo, e mais informações foram surgindo”, contou o coronel. A apreensão (do adolescente) foi feita com o apoio do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa da Serra”, disse o secretário.

Chefe do tráfico

Marcos Vinícius Coutinho de Carvalho, o Caíque, de 20 anos, apontado como chefe do tráfico de drogas do bairro Areal, em Sooretama, ES — Foto: Divulgação/PM

Após o interrogatório feito com o adolescente, a polícia conseguiu identificar, ainda nesta sexta-feira (1°), o indivíduo Marcos Vinícius Coutinho de Carvalho, o Caíque, de 20 anos, que é apontado como chefe do tráfico de drogas do bairro Areal, onde houve o tiroteio antes do desaparecimento dos meninos.

“A polícia localizou esse criminoso, e esse indivíduo não aceitou a ordem de prisão. Ele trocou tiros com a Polícia Militar, quebrou o vidro da viatura, atingiu uma criança de 11 anos no braço. A criança, graças a Deus, foi socorrida, está bem”, destacou o secretário.

Ainda de acordo com o coronel Ramalho, as diligências continuam e a Justiça expediu mais mandados de prisão.

“Todos os envolvidos foram identificados e as diligências continuam”, destacou.

Motivação do crime

Jovens desaparecidos em Sooretama, ES. — Foto: Reprodução/TV Gazeta

O secretário disse ainda que a motivação do crime foi a briga no tráfico na região. Os meninos, que moravam no bairro Sayonara, região também conhecida como Baixada, foram até o bairro Areal ao ficarem sabendo de um tiroteio.

“Esses jovens vão, por curiosidade, segundo a família, até o bairro Areal, para verificar uma situação que eles ouviram dizer que uma pessoa tinha sido baleado. Lá, aquela pessoa que morreu seria da Baixada (onde os adolescentes moravam). Então, quando eles souberam que aqueles três jovens pertenciam à Baixada, eles fizeram a apreensão deles e uma série de crueldade, que não vamos relatar em respeito à família”, disse.

O secretário reforçou ainda que os adolescentes não tinham envolvimento com o tráfico de drogas e que os adolescentes morreram simplesmente porque pertenciam a uma região rival do tráfico de drogas do bairro Areal.

VÍDEOS: tudo sobre o Espírito Santo

Link original da notícia: https://g1.globo.com/es/espirito-santo/norte-noroeste-es/noticia/2023/09/02/quem-sao-os-acusados-de-matarem-os-adolescentes-que-sumiram-por-duas-semanas-em-sooretama-norte-do-es.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *