Mais de 770 alunos ficam sem aula após professores iniciarem paralisação de três dias

Mais de 770 alunos ficam sem aula após professores iniciarem paralisação de três dias

Mais de 770 alunos ficam sem aula após professores iniciarem paralisação de três dias

Os professores de Rio Sono estão em estado de greve desde o dia 14 de junho. Eles cobram o pagamento de progressões, data-base e a realização de concurso público.


Professores de Rio Sono iniciaram paralisação de três dias — Foto: Sintet/Divulgação

Os alunos da rede municipal de Rio Sono, na região central do estado, devem ficar sem aula nos próximos três dias. É que os professores iniciaram nesta quarta-feira (30) um protesto com três dias de paralisação das atividades.

São 773 alunos que devem ser impactados. Os professores da cidade estão em estado de greve desde o dia 14 de junho. Eles cobram o pagamento de progressões, data-base e a realização de concurso público.

Ao Jornal do Tocantins, o prefeito Itair Gomes Martins (PSD), informou que entende o direito democrático da categoria, mas disse que o momento que requer ‘muitos entendimentos’. “Estamos com muita dificuldade, a principal causa é a grande crise financeira que estamos passando, existe a possibilidade do município não efetuar a folha agora no dia 31”, disse.

O sindicato da categoria informou que caso o município não receba os profissionais para dar andamento à negociação, será feita uma nova assembleia na próxima semana para deliberar sobre greve.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Link original da notícia: https://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/2023/08/30/mais-de-770-alunos-ficam-sem-aula-apos-professores-iniciarem-paralisacao-de-tres-dias.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *