Peixe-elétrico pode matar um ser humano? Especialistas explicam

Peixe-elétrico pode matar um ser humano? Especialistas explicam

Peixe-elétrico pode matar um ser humano? Especialistas explicam

Durante a época da estiagem na região amazônica, é comum que histórias sobre acidentes com peixes-elétricos aumentem. Com a seca dos rios e lagos, o aparecimento do peixe, popularmente conhecido como ‘poraquê‘, deixa muitos banhistas apreensivos.

Para entender se de fato, o choque de um peixe elétrico pode matar um ser humano, o g1 foi atrás de especialistas que explicam detalhes sobre essa espécie.

  • O que é o peixe-elétrico?

O peixe-elétrico, mas também chamado de ‘poraquê’ em muitos estados da Amazônia, é a maior espécie de peixe-elétrico e a mais comum na região. Segundo o biólogo Flávio Terassini, ele pode chegar a 2,5 metros de comprimento.

  • Quanto de descarga elétrica ele produz e por quê?

O poraquê é o único que produz descargas elétricas fortes, usadas para caça e defesa. Segundo Terassini, a voltagem produzida por ele pode chegar a 600 volts.

Flávio Terassini explica que o peixe só irá atacar uma pessoa se ele se sentir ameaçado e se a pessoa invadir o espaço dele.

“Essa é uma estratégia inclusive, que ele usa pra caçar outros peixes e também se defender de predadores como a sucuri, onça, jacarés que tentam predar o peixe elétrico”, explica.

  • Há chances de morrer após levar um choque de poraquê?

De acordo com o biólogo, caso a pessoa esteja completamente dentro da água no momento do choque, é possível que a musculatura seja afetada, o que causa paralisia e aconteça um afogamento.

“A eletricidade é dissipada pela água, atingindo a pessoa que tem a sua musculatura afetada. Essa descarga elétrica vai dar um uma estática nas pernas, nos membros inferiores e superiores e a pessoa começa afundar, porque ela não consegue nadar” explica Flávio.

Ao g1, a Dr. Coordenadora do Laboratório de Ictiologia e Pesca da Universidade Federal de Rondônia (Unir), Carolina Doria, fez um alerta e disse que a descarga de peixe em si não mata, mas vários fatores contribuem.

“Tem vários fatores que contribuem para que a pessoa morra e o local é um deles, como em lugares lodosos [lamacentos], mas o que mata é essa soma de fatores. É necessário alertar, senão daqui a pouco, o pessoal tá aí matando poraquê“, relata.

Link original da notícia: https://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2023/09/07/peixe-eletrico-pode-matar-um-ser-humano-especialistas-explicam.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *