Museu Paraense Emílio Goeldi é declarado como Território Indígena

Museu Paraense Emílio Goeldi é declarado como Território Indígena

Museu Paraense Emílio Goeldi é declarado como Território Indígena

O Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emílio Goeldi, em Belém, foi declarado como Território Indígena. O título foi proclamado pela Secretaria dos Povos Indígenas (Sepi), durante a abertura da 17ª “Primavera dos Museus”, na segunda-feira (18). O reconhecimento reflete as iniciativas do Museu, visando a aproximação com os povos indígenas e sua inserção nos espaços institucionais.

O Museu Goeldi é o primeiro parque zoobotânico do Brasil e a mais antiga instituição científica da Amazônia, com 156 anos de pesquisas sobre a sociobiodiversidade e a conservação da região amazônica.

A cada ano, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) convoca todos os museus do Brasil a refletirem sobre temáticas importantes. O tema da edição deste ano é “Memórias e democracia: pessoas LGBT+, indígenas e quilombolas”. Para o coordenador da Museologia do MPEG, Emanoel Fernandes, a oportunidade é propícia para que essas populações, que historicamente estiveram fora dos debates dos museus, sejam inseridas com protagonismo.

“Acho que esse é um momento muito importante para que nós, que estamos atuando nos museu, possamos não só trazer essas reflexões, mas realmente pautar isso no nosso dia a dia”, explica.

Secretário-adjunto da Sepi, Ubirajara Sompré, liderança da etnia Gavião — Foto: Agência Pará

O secretário-adjunto da Sepi, Ubirajara Sompré, liderança da etnia Gavião, celebrou a iniciativa do MPEG, que sinaliza parte dos esforços de vários agentes institucionais.

“O Museu Emílio Goeldi sempre abriu as portas para as discussões e palestras dos povos indígenas e agora, com esse reconhecimento, a gente se sente muito feliz e seguro. É um espaço que vem a somar com outras instituições que estão abrindo e reflorestando mentes. Parabéns a esse olhar sobre as comunidades indígenas do estado do Pará!”, destaca.

A declaração do Parque como Território Indígena, segundo Emanoel Fernandes, é um importante passo na valorização desses povos.

“O objetivo é reafirmar nosso compromisso com os direitos dos povos indígenas, com os valores democráticos e com a diversidade de povos. A ideia é que, ao longo desse período, a gente continue trazendo essas ações para fortalecer a relação do museu com os povos indígenas”, revela.

Link original da notícia: https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2023/09/20/museu-paraense-emilio-goeldi-e-declarado-como-territorio-indigena.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *