‘Estou colhendo frutos que há mais de 20 anos foram plantados’, diz Gaby Amarantos após indicação ao Grammy

‘Estou colhendo frutos que há mais de 20 anos foram plantados’, diz Gaby Amarantos após indicação ao Grammy

‘Estou colhendo frutos que há mais de 20 anos foram plantados’, diz Gaby Amarantos após indicação ao Grammy

Álbum “TecnoShow” está concorrendo na categoria “Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa”.


Gaby Amarantos — Foto: Divulgação / Estúdio Tereza e Aryanne

“Eu acredito que o que plantei lá atrás, hoje estou colhendo! Tem muita gente me parabenizando, pessoas se sentindo representadas e principalmente, eu ressalto, isso é uma vitória da música pop produzida na Amazônia”, destacou Gaby.

O álbum “TecnoShow” de Gaby está concorrendo na categoria “Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa”.

Gaby Amarantos se emociona ao ser indicada ao grammy

Gaby Amarantos se emociona ao ser indicada ao grammy

A lista de candidatos a premiação foi lançada nesta terça-feira (19) e Gaby foi uma das escolhidas, junto a outros Brasileiros como a cantora Iza, Rubel, Criolo e outros.

“Eu me sinto vitoriosa porque pra mim essa chancela já vale pra gente ter mais orgulho do movimento TecnoMelody, do Tecnobrega, que vem da periferia do Pará e foi criado pelo nosso povo!”, destacou a cantora.

Para Gaby, a região norte já conhece o poder do ritmo paraense, mas esse título pode vir como um convite a outros países e regiões brasileiras a conhecer a trajetória do movimento, da música e como ela se perpetua nas festas de aparelhagem.

“Eu acho que é muito importante pra reativar também essa chama nossa. Os movimentos eles têm ciclos e a gente vai entrar agora em um novo momento, onde o público vai nos enxergar. Espero que isso abra portas pra muitos outros artistas porque a minha missão sempre foi essa, ser a ponta do iceberg!”, anunciou a paraense.

Gaby Amarantos e Leona Vingativa — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um outro fator apontado pela nortista ao reconhecimento do prêmio, foi o apoio de mulheres da cena musical paraense. Um motivo de grande orgulho e felicidade, visto que a serviu de grande inspirações quando deu inicio a própria carreira.

“Eu estou muito feliz com o reconhecimento da galera do movimento. Principalmente das mulheres. Recebi mensagem da Joelma, Dona Onete, Valéria Paiva, Viviane Batidão, Manu, Helen Patrícia, Rebeca Lindsey e outras. Todas essas maravilhosas que me inspiram”, lembrou.

Após o anunciou da indicação ao prêmio, muitos comentários ruins se espalharam nas redes sociais, argumentando se a artista realmente era merecedora do prêmio.

Muitos fãs e amigos foram na defesa de Gaby e afirmaram que a cantora sempre foi pioneira no quesito de levar o tecnobrega e o melody para o Brasil e mundo a fora. E para Gaby isso realmente é certeiro.

“As pessoas sabem que eu sou pioneira nesse movimento e tem gente que se aproveita, pra ganhar polêmica e pra aparecer nesses momentos, isso sempre vai acontecer. Pois ninguém atira pedra em árvore que não dá fruto!”, finalizou Gaby.

Leia também

*Sob supervisão de Gil Sóter

VÍDEOS com as principais notícias do Pará

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Link original da notícia: https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2023/09/20/estou-colhendo-frutos-que-ha-mais-de-20-anos-foram-plantados-diz-gaby-amarantos-apos-indicacao-ao-grammy.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *