Avenida Pedro Álvares Cabral é interditada em protesto por falta de energia, em Belém

Avenida Pedro Álvares Cabral é interditada em protesto por falta de energia, em Belém

Avenida Pedro Álvares Cabral é interditada em protesto por falta de energia, em Belém

Um protesto de moradores na noite desta quarta-feira (20) interditou um dos sentidos da avenida Pedro Álvares Cabral, no bairro do Telégrafo, em Belém. Os manifestantes cobram o restabelecimento de energia na localidade.

A população afirma que desde a tarde desta terça-feira (19) não há energia e isso tem afetado a região da Vila da Barca, que tem cerca de 284 famílias.

Estabelecimentos comerciais estão com alimentos estragados e pessoas com problemas de saúde, principalmente idosos, estão sofrendo com a falta de energia, reclama a comunidade.

Os manifestantes dizem que a concessionária de energia chegou a ir ao local duas vezes, mas não resolveram o problema, que seria no transformador.

Policiais Militares estão no local. Um dos sentidos da via foi transformado em mão-dupla para liberar o tráfego.

Em nota, a Equatorial Pará informou “que uma equipe está no local, no bairro do Telégrafo, e identificou um transformador queimado, que foi sobrecarregado por conta de ligações clandestinas. Os técnicos trabalham para resolver a situação no menor tempo possível”.

A concessionária disse que “no bairro não há nenhuma ocorrência registrada por falta de energia com mais de 24h. As primeiras notificações que a distribuidora recebeu dos clientes começaram na tarde desta quarta-feira, 20”.

A empresa orientou os clientes “que, em casos de falta de energia, é necessário registrar uma ocorrência pelos seus canais de atendimento: no 0800 091 0196, no aplicativo Equatorial Energia, ou pela Clara no WhatsApp (91) 3217-8200”.

VÍDEOS: veja todas as notícias do Pará

Confira outras notícias do estado no g1 PA

Link original da notícia: https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2023/09/20/avenida-pedro-alvares-cabral-e-interditada-em-protesto-por-falta-de-energia-em-belem.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *