Estimativa de agosto prevê safra de 191,9 mil toneladas para 2023 no Acre

Estimativa de agosto prevê safra de 191,9 mil toneladas para 2023 no Acre

Estimativa de agosto prevê safra de 191,9 mil toneladas para 2023 no Acre

A estimativa de agosto para a produção acreana de cereais, leguminosas e oleaginosas ficou em 191.974 toneladas para 2023. O resultado representa um recorde para a série histórica, iniciada em 2006, e aumento de 16,2% ou 26,6 mil toneladas em relação a 2022, quando previsão foi de 165,2 mil toneladas.

É o que aponta o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado na última quarta-feira (6), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em relação ao mês de julho, a previsão da produção acreana teve uma leve queda de 561 toneladas. Já com relação à previsão de junho, quando a safra para 2023 era calculada em 189.934 toneladas, houve uma alta de pouco mais de 2 mil toneladas.

LEIA TAMBÉM:

O estudo faz previsão sobre a colheita de produtos como amendoim, arroz, feijão, milho e soja. Além de outros itens como banana, café, cana-de-açúcar, fumo, laranja e mandioca.

O principal produto que puxa o resultado recorde da safra acreana este ano é a soja, com um crescimento previsto de 104,6% frente ao ano anterior. A produção de soja é estimada em mais de 45,7 mil toneladas este ano, sendo que em 2022 era de 22.357 toneladas.

Série histórica da estimativa de safra no Acre

Em 2023, estimativa foi feita em agosto

Fonte: IBGE

Também há expectativa de aumento de 14,8% na produção de milho na segunda safra, com estimativa de pouco mais de 48,9 mil toneladas produzidas.

Tem ainda uma alta prevista de 7,9% na produção da banana na comparação com 2022, saindo de pouco mais de 85 mil toneladas para 91,8 mil toneladas produzidas. Além de alta de 19,5% na produção do café.

Já no caso da produção de amendoim, a previsão para este ano é de retração de 9,5%, caindo de 116 toneladas produzidas em 2022 para estimativa de 105 toneladas este ano. A estimativa também é de baixa na produção de arroz (-4,8%), na primeira safra de milho (-2,8%), na produção de feijão (-4,9%) e de laranja (-10,3%).

Ainda segundo o estudo, a área a ser colhida em 2023 é estimada em 92,3 mil hectares, o que representa um aumento de 5,5 mil hectares (6,4%) em relação à área colhida em 2022, que foi de pouco mais de 86,7 mil hectares.

Reveja os telejornais do Acre

Link original da notícia: https://g1.globo.com/ac/acre/natureza/amazonia/noticia/2023/09/09/estimativa-de-agosto-preve-safra-de-1919-mil-toneladas-para-2023-no-acre.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *