Mulher afirma que teve prejuízo de R$1 milhão em empresa acusada de aplicar golpe em 600 pessoas em Sergipe

Mulher afirma que teve prejuízo de R$1 milhão em empresa acusada de aplicar golpe em 600 pessoas em Sergipe

Mulher afirma que teve prejuízo de R$1 milhão em empresa acusada de aplicar golpe em 600 pessoas em Sergipe

Uma mulher, que prefere não ser identificada, afirma que teve um prejuízo de cerca de R$ 1 milhão após fazer aplicações em uma empresa de investimentos acusada de aplicar um golpe em 600 pessoas e provocar um prejuízo de R$ 40 milhões em Sergipe. O empresário responsável pelo negócio foi preso, de acordo com a Polícia Civil.

Ela disse à equipe do SE2 que o primeiro investimento foi de R$ 100 mil e, depois, fez outros aportes, até chegar a aproximadamente R$ 900 mil. E conta que que nunca desconfiou do golpe, pois acompanhava todos os investimentos, além de ter uma relação próxima com o empresário, que ainda segundo ela, nas redes sociais e em conversas, ostentava uma vida de luxo.

Ela o conhecia há quase cinco anos. “A minha relação sempre foi muito próxima porque meu contato era com ele, posteriormente ele colocou gerentes, na empresa, mas não era a mesma coisa, eu sempre conversava com ele”, disse.

A investidora conta que foram quatro anos de aplicações sem nenhuma retirada. No início deste ano, ela precisou sacar valores e recebeu o dinheiro sem problemas. Porém, em julho, solicitou um saque, mas descobriu que os investimentos eram uma farsa.

“Eu espero que a Justiça seja feita. Parte dela já foi feita com a prisão preventiva dele. Espero que ele não seja solto, porque esse home representa um perigo para a sociedade, haja vista que ele não teve melindre nenhum de lesar 600 pessoas”‘, falou.

Segundo a delegada Lauana Guedes, foi evidenciado que a Manager Trading, empresa liderada pelo investigado, possuía site e aplicativo para gerenciar os investimentos. Para atrair as vítimas era prometido alta rentabilidade e garantia quanto ao rendimento do capital investido. “A fraude consistia em informar no site e no aplicativo uma rentabilidade que não correspondia à realidade, no intuito de induzir os investidores a erro, levando-os à realização de novos aportes e manutenção dos valores aplicados”, disse.

Informações e denúncias sobre o golpe também podem ser repassadas à Polícia Civil pelo Disque-Denúncia, no telefone 181. O sigilo do denunciante é garantido.

O que diz a empresa

Através de nota, a assessoria jurídica da empresa negou a prática de qualquer ato ilícito. E citou que é de conhecimento dos investidores que o mercado de capitais é de alto rendimento, mas também de alto risco.

A assessoria informou ainda, que logo após o reconhecimento do problema de gestão empresarial, foi estruturado um projeto de recuperação com reuniões e atendimentos com propostas de acordos e plano de recuperação patrimonial dos investidores e resultado preliminar de auditoria externa. Além disso, foi citado que a cifra do suposto desvio não condiz com a realidade, uma vez que clientes fizeram retiradas em forma de dividendos.

Link original da notícia: https://g1.globo.com/se/sergipe/noticia/2023/08/30/mulher-afirma-que-teve-prejuizo-de-r1-milhao-em-empresa-acusada-de-aplicar-golpe-em-600-pessoas-em-sergipe.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *