Governo do Piauí prevê cortes de diárias, passagens aéreas e demissão de terceirizados após novo redução do FPE

Governo do Piauí prevê cortes de diárias, passagens aéreas e demissão de terceirizados após novo redução do FPE

Governo do Piauí prevê cortes de diárias, passagens aéreas e demissão de terceirizados após novo redução do FPE

Segundo o secretário de Fazenda, cortes de gastos estão entre os necessários para um equilíbrio de contas.


Palácio de Karnak, sede do governo do Piauí — Foto: Andrê Nascimento/ G1 PI

Após o Tesouro Nacional anunciar uma nova redução nos repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE), o Governo do Piauí prevê adotar medidas para o freamento dos gastos. A estimativa do governo é de que o corte em agosto chegue a 8,5%, em comparação ao mesmo período do ano passado.

O secretário estadual de Fazenda, Emílio Júnior, explicou que os cortes de gastos devem incluir passagens aéreas, diárias custeadas pelo Governo e demissão de terceirizados.

“Essa queda significa que nós vamos ter que segurar ainda mais os gastos do Governo do Estado. É algo que não era esperado, aconteceu e agora nós vamos ter que ajustar. Vamos ter reduções de itens de custeio: diárias, passagens aéreas, e terceirizados. São todos esses custos para que a gente possa tentar fechar o ano com as contas mais equilibradas”, relatou o secretário.

Como funciona o FPE?

O FPE é resultado da arrecadação federal com o Imposto de Renda e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A fatia destinada ao fundo desses recursos é de 21,5%.

Cada estado tem direito a uma parcela do montante, que é calculada a partir de um coeficiente. Os recursos entram para o Orçamento dos estados e podem ser utilizados pelos governadores.

VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Link original da notícia: https://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2023/08/29/governo-do-piaui-preve-cortes-de-diarias-passagens-aereas-e-demissao-de-terceirizados-apos-novo-reducao-do-fpe.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *