Consumo de peixes das espécies barracuda e guarajuba deve ser evitado em Fernando de Noronha; saiba motivo

Consumo de peixes das espécies barracuda e guarajuba deve ser evitado em Fernando de Noronha; saiba motivo

Consumo de peixes das espécies barracuda e guarajuba deve ser evitado em Fernando de Noronha; saiba motivo

Recomendação é da Secretaria Estadual de Saúde, em conjunto com a Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde e Atenção Primária, a Apevisa e a Superintendência de Saúde da ilha.


Barracuda é uma espécie de peixe — Foto: Lúcia Dib/Barracudas Imagens

A Administração de Fernando de Noronha orientou moradores e turistas a evitar o consumo de peixes das espécies barracuda e guarajuba. A recomendação foi motivada pelo registro de casos de intoxicação alimentar na ilha.

“Os casos estão relacionados a uma forma de intoxicação chamada ciguatera, que é causada pela ingestão de peixes, mariscos e outros organismos marinhos contaminados com ciguatoxina, uma substância que não tem cor, sabor ou cheiro e não pode ser eliminada pelo cozimento ou congelamento convencional, mas pode causar problemas”, disse o governo de Pernambuco.

Essas informações constam na nota técnica emitida pela Secretaria de Saúde de Pernambuco, em conjunto com a Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde e Atenção Primária, a Diretoria Geral da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) e a Superintendência de Saúde de Fernando de Noronha.

Após o comunicado ser publicado nas redes sociais da Administração da Ilha, o g1 solicitou ao governo o número de casos de intoxicação, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

De acordo com a Superintendência de Saúde de Fernando de Noronha:

  • A situação está controlada, mas há a necessidade de cuidado com o consumo dessas espécies;
  • Foi iniciada a uma série de investigações após o registro dos primeiros casos de intoxicação;
  • Uma equipe de Vigilância Sanitária esteve na ilha e coletou as informações para análise e confirmação do surto;
  • Entre as ações adotadas, estão reuniões e estudos, além de um curso de manipulação de pescados e de alimentos, que acontece nesta semana.

Dúvidas podem ser solucionadas com a Vigilância Sanitária da ilha, pelos números (81) 98494-0520 e (81) 99488-4366 ou através do e-mail coordenacao.saude@noronha.pe.gov.br.

VÍDEOS: mais vistos de Pernambuco nos últimos 7 dias

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Link original da notícia: https://g1.globo.com/pe/pernambuco/blog/viver-noronha/post/2023/09/04/consumo-de-peixes-das-especies-barracuda-e-guarajuba-deve-ser-evitado-em-fernando-de-noronha-saiba-motivo.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *