População agride vereador que denunciou bolsa para mais de 900 servidores temporários de Maranguape

População agride vereador que denunciou bolsa para mais de 900 servidores temporários de Maranguape

População agride vereador que denunciou bolsa para mais de 900 servidores temporários de Maranguape

Ministério Público aponta irregularidades e mais de 900 pessoas foram demitidas, o que levou ao protesto.


  • Vereador Neto Girão (PP) denunciou ao Ministério Público suposta irregularidade na contratação de servidores em Maranguape vinculados ao Instituto Nacional de Gestão, Educação, Tecnologia (INGETI), empresa selecionada pela prefeitura para executar o “Programa Qualifica”.

  • Ministério Público constatou que a lista de bolsistas selecionados para o programa seria ‘coincidentemente’ igual à lista de servidores temporários da prefeitura em dezembro de 2022.

  • Ministério Público recomendou que o município suspendesse o contrato com o Instituto e mais de 900 pessoas foram demitidas.

  • Pessoas que se sentiram prejudicas fizeram uma manifestação na Câmara Municipal contra o vereador que denunciou as irregularidades e o político foi agredido.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Link original da notícia: https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2023/09/01/beneficiados-de-verba-irregular-em-maranguape-agridem-vereador-que-denunciou-esquema.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *