Oito policiais são absolvidos da acusação de envolvimento em chacina com 11 mortos em Fortaleza

Oito policiais são absolvidos da acusação de envolvimento em chacina com 11 mortos em Fortaleza

Oito policiais são absolvidos da acusação de envolvimento em chacina com 11 mortos em Fortaleza

No primeiro julgamento, quatro envolvidos foram condenados a mais de mil anos de prisão somados.


Oito policiais são absolvidos da acusação de envolvimento em chacina com 11 mortos em Fortaleza. — Foto: Nadson Fernandes/TJCE/Reprodução

Oito policiais militares foram absolvidos da acusação de envolvimento nas mortes de 11 pessoas na região da Grande Messejana, periferia de Fortaleza. A matança, que ocorreu em 2015, ficou conhecida como “Chacina do Curió”. Além das mortes, eles foram julgados por outros crimes, como tortura física e psicológica. A sentença foi proferida nesta quarta-feira (6). O Ministério Público vai recorrer da decisão.

Foram revogadas pela Justiça as medidas cautelares e restrições de direito dos oito réus dessa etapa do julgamento. A primeira parte do júri aconteceu em junho deste ano, quando quatro policiais militares foram condenados a mais de mil anos de prisão somados. Nesta segunda parte, os oito réus foram julgados no Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza.

A Chacina do Curió ocorreu entre os dias 11 e 12 de novembro de 2015 na região da Grande Messejana. Ao todo, foram registrados 11 homicídios consumados — a maioria, jovens — e três tentados, além de crimes conexos, como tortura.

Julgamento mais longo do Ceará

O segundo julgamento da Chacina do Curió se tornou o mais longo da história do Ceará na tarde do último domingo (3), durante o sexto dia de trabalhos da segunda fase do júri. O Tribunal de Justiça do estado explicou que processo foi desmembrado em três para facilitar a análise e agilizar os trabalhos. O TJCE designou um colegiado de três juízes para analisar e processar o caso.

Para a conclusão desse segundo julgamento, ainda restam debates entre acusação e defesa, leitura dos quesitos, votação dos jurados, redação e leitura da sentença. As atividades foram conduzidas pelo colegiado formado pelos juízes Marcos Aurélio Marques Nogueira (presidente do colegiado e titular da 1ª Vara Júri), Adriana da Cruz Dantas (17ª Vara Criminal) e Sílvio Pinto Falcão Filho (1ª Vara Criminal).

A terceira fase do julgamento está prevista também para este mês de setembro. Mais oito acusados serão submetidos a outro julgamento. Assim, em menos de um mês, 16 acusados do caso devem ser julgados.

Veja mais notícias do Ceará no g1 em 1 Minuto

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Link original da notícia: https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2023/09/06/segunda-fase-de-julgamento-da-chacina-do-curio.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *