Morre 10ª vítima de chacina na Bahia; adolescente teve mais da metade do corpo queimado e estava internado há 13 dias

Morre 10ª vítima de chacina na Bahia; adolescente teve mais da metade do corpo queimado e estava internado há 13 dias

Morre 10ª vítima de chacina na Bahia; adolescente teve mais da metade do corpo queimado e estava internado há 13 dias

O corpo dele foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Salvador. O pai do jovem fará a liberação do corpo. Ainda não há informações sobre o dia velório e sepultamento, que será na cidade de Alagoinhas, onde outras três vítimas foram enterradas.

Durante o ataque, Railan se escondeu debaixo de uma cama e, por isso, não foi visto pelos criminosos durante ação. Mesmo com ferimentos causados pelo fogo, ele conseguiu sair na rua pedindo socorro e bateu nas portas de alguns vizinhos, até ser acolhido por duas moradoras em um dos imóveis. Ambas foram mortas a tiros.

No primeiro imóvel atacado estava um bebê com idade entre um ano e meio e dois anos, que, segundo a polícia, foi poupado pelos criminosos e resgatado pelo pai. Não há informações do paradeiro do bebê e do pai.

“Essas duas senhoras são verdadeiras mártires dessa barbárie. Elas abriram a porta para essa criança. Contudo, os executores perseguiram o adolescente e mataram as senhoras”, afirmou a delegada Christiane, ressaltando que no segundo imóvel não havia indícios de fogo nem de outros ocupantes.

Ciúmes motivou chacina

Polícia da Bahia suspeita de chacina no incêndio que matou 6 adultos e 3 crianças — Foto: Reprodução/Jornal Nacional

De acordo com a delegada Christiane Inocência Coelho, diretora do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), os quatro autores do crime fazem parte de uma facção criminosa — embora a delegada não tenha informado qual seria a organização.

No entanto, a delegada responsável pelo caso apontou que o que motivou o crime foi o fato de o suposto mandante sentir ciúmes de uma das vítimas, que seria o ex de sua atual namorada. Este alvo foi identificado como Preá. Ele era procurado pela polícia e tinha mandados judiciais expedidos por lesão corporal, tráfico de drogas, homicídio e violência doméstica.

“Estamos trabalhando com [a hipótese de] crime passional e as diligências permanecem. Não posso informar nomes porque comprometeria o andamento das investigações, mas temos um alvo principal e um ‘alvo aleatório'”, disse a delegada na ocasião.

Sogra de mandante entre vítimas

A delegada explicou que até a atual sogra do mandante, Cristiane Bispo dos Santos, de 37 anos, foi uma das vítimas. Ela teria sido atingida porque o alvo principal, Carlos Augusto Gonzaga dos Santos, de 41 anos, apelidado de Preá, que é ex-namorado da filha de Cristiane, estava na casa dela.

Ainda não se sabe o motivo de o ex-namorado da filha de Cristiane estar na casa. A mulher que namorava o mandante do crime estava fora de casa quando o crime aconteceu.

Uma vítima segue sem identificação

Chacina na Bahia: corpos de três vítimas são sepultados em Alagoinhas — Foto: Arquivo Pessoal

Cristiane Bispo dos Santos e Carlos Augusto Gonzaga dos Santos, o Preá, foram encontrados na casa incendiada junto de mais cinco vítimas:

  • Carla Souza dos Santos, de 17 anos
  • Gabriel Souza dos Santos, de 13 anos
  • As irmãs: Brenda Bispo dos Santos, de 16 anos; e Bianca dos Santos Almeida, de 18 anos.
  • Um homem ainda não identificado

Outras duas mulheres, que foram mortas a tiros na casa vizinha, foram identificadas como as irmãs Clícia Costa Magalhães, de 35 anos, e Sara Miranda Magalhães, de 56 anos.

Das dez vítimas, apenas o corpo de um homem ainda foi identificado pelo Departamento de Polícia Técnica.

Sara e Clícia foram mortas por ajudar adolescente queimado — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Entenda o caso

Nove mortos são encontrados em Mata de São João, na Região Metropolitana de Salvador — Foto: Camila Marinho/TV Bahia

Na comunidade de Portal do Lunda, uma das moradias foi incendiada e sete pessoas foram carbonizadas. Na outra, duas mulheres foram mortas a tiros. O homem que a polícia aponta como mandante do crime foi morto em confronto com a polícia

Onde fica a cidade?

Mortes em Mata de São João — Foto: g1

Foi justamente nesse trecho mais afastado que ocorreu a barbárie. “Em toda a minha experiência profissional, nunca vi nada parecido. É um fato absolutamente terrível, que também deixou a população local em choque”, comentou a delegada Christiane Inocência Coelho, responsável pelas investigações.

A cidade tem quase 47 mil habitantes, mas o local onde as vítimas foram achadas fica a seis quilômetros da sede e é pouco habitado. Conhecida como Portal do Lunda, a área fica na Colônia Juscelino Kubitschek, uma região que foi povoada por japoneses que vieram para o Brasil alguns anos após a Segunda Guerra Mundial.

Ao longo dos anos, os japoneses saíram da colônia em direção à sede do município e à capital do estado, Salvador. Segundo a assessoria de Mata de São João, os matenses, pessoas que nascem no município, estão em sua maioria na zona rural.

Imagem aérea de Mata de São João, cidade da região metropolitana de Salvador — Foto: Eduardo Moody/Prefeitura de Mata de São João

De acordo com a prefeitura, a cidade costumava ser pacata, especialmente a área rural. Entretanto, em 2011, houve uma onda de violência na região e um dos crimes mais graves envolvei três adolescentes, mortos a tiros em uma localidade conhecida como Vinte Mil.

Nos anos seguintes, o local voltou a ter a tranquilidade de antes, até que em 2023 fazendeiros com propriedades na zona rural perceberam movimentações estranhas na região. De acordo com a prefeitura, eles relataram que pessoas desconhecidas estavam circulando armadas pela localidade.

Link original da notícia: https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2023/09/11/chacina-bahia.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *