Cliente confessa que matou advogado por descobrir que se relacionou com sua esposa, diz polícia

Cliente confessa que matou advogado por descobrir que se relacionou com sua esposa, diz polícia

Cliente confessa que matou advogado por descobrir que se relacionou com sua esposa, diz polícia

Gilberto Gomes de Oliveira, cliente do advogado Charlesman da Costa Silva, morto em Alexênia no último mês de agosto, confessou ter matado o advogado após descobrir uma traição da esposa com o advogado enquanto ele estava preso. Segundo a Polícia Civil (PC), o homem confessou o crime durante interrogatório.

O suspeito passou pelo interrogatório na última quinta-feira (31). Gilberto foi apontado como suspeito do crime horas depois da morte do advogado e teve a prisão convertida para preventiva pelo Poder Judiciário no dia seguinte ao crime.

Ainda segundo os relatos da polícia, a companheira do suspeito afirmou que ele utilizou drogas antes de cometer o crime. A delegada responsável pelo caso, Silzane Bicalho, Gilberto jogou a arma utilizada no crime em um córrego e se abrigou na casa da mãe.

Relembre o caso

O advogado Charlesman da Costa Silvano, de 37 anos, foi morto a tiros no último mês de agosto, em Alexânia. Charlesman era primo do prefeito da cidade e era assessor jurídico da prefeitura.

Segundo a polícia, testemunhas disseram que o advogado parou a caminhonete que dirigia na zona rural e alguns minutos depois uma pessoa pilotando uma moto vermelha, parou ao lado do veículo e efetuou vários disparos.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Polícia Militar (PM) e da Polícia Técnico-Científica estiveram no local e uma perícia foi realizada antes de encaminhar o corpo para Águas Lindas.

Traição

A descoberta de uma traição pode ter sido o que motivou o homicídio contra o advogado. Relatos do boletim de ocorrência da Polícia Civil afirmam que o homem preso suspeito de ser o atirador era cliente da vítima. Ele teria descoberto que a esposa o traiu com o advogado enquanto ele estava preso e, por isso, teria decidido se vingar.

De acordo com os relatos da polícia, Charlesman era advogado de defesa do suspeito em uma série de processos na Justiça. O mais recente, refere-se ao suposto envolvimento do cliente com o tráfico de drogas, cuja sentença ainda não foi deferida. Sendo assim, os dois mantinham contato pois precisavam tratar desses assuntos. Mas, segundo a esposa do cliente, o homem sempre sentiu ciúmes do advogado com ela.

Ainda segundo os relatos da polícia, na noite da última sexta-feira (11), durante uma discussão de casal, a mulher revelou ao companheiro que teve um caso amoroso com Charlesman. A traição teria ocorrido em 2019, quando o cliente cumpria pena na cadeia. Aos policiais, a mulher disse que, após a revelação, o homem ficou “transtornado” e “passou a noite cheirando cocaína”.

A investigação aponta que durante a manhã do último sábado (12), o cliente marcou de se encontrar com Charlesman no Setor Clube Nova Flórida. Quando chegou ao local, surpreendeu o advogado com uma série de disparos de arma de fogo e fugiu.

Conforme o boletim de ocorrência, o registro da troca de mensagens entre o cliente e Charlesman, encontrada no celular do advogado, foi uma das principais evidências da autoria do crime. Além disso, houve também o relato de uma testemunha, que informou ter visto um homem de jaqueta preta e moto vermelha efetuando os disparos.

Veja outras notícias da região no g1 Goiás

VÍDEOS: últimas notícias de Goiás

Link original da notícia: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2023/09/06/cliente-confessa-que-matou-advogado-por-descobrir-que-se-relacionou-com-sua-esposa-diz-policia.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *