Procon suspende vendas de passagens pela 123 Milhas no DF

Procon suspende vendas de passagens pela 123 Milhas no DF

Procon suspende vendas de passagens pela 123 Milhas no DF

O Procon-DF suspendeu, nesta quarta-feira (30), as operações da 123 Milhas na capital. Pela decisão, a empresa está proibida de vender novas passagens aéreas ou pacotes de viagens para consumidores do Distrito Federal.

Segundo o órgão, a medida cautelar foi tomada após “aumento expressivo de reclamações no DF de consumidores com problemas com a 123 Milhas”. Até agosto deste ano, o Procon recebeu 155 reclamações contra a agência.

O número é 55% maior que o registrado no mesmo período do ano passado — quando 86 consumidores abriram registros contra a 123 Milhas no Procon da capital.

Em nota, a 123 Milhas afirma que “vem estudando caso a caso e está cumprindo as decisões judiciais”.

Suspensão

A companhia informou que está devolvendo integralmente os valores pagos pelos clientes. A devolução será feita em “vouchers acrescidos de correção monetária de 150% do CDI, acima da inflação e dos juros de mercado, para compra de quaisquer passagens, hotéis e pacotes”.

Segundo a agência, esses vouchers poderão ser usados em produtos da 123 Milhas. No comunicado, entretanto, a empresa não deixou claro se haverá ressarcimento em dinheiro, para uso além de seus serviços.

Recuperação judicial

Nesta quarta-feira, a agência entrou com pedido de recuperação judicial. Segundo os advogados da empresa, o pedido foi protocolado por conta de fatores “internos e externos”, que “impuseram um aumento considerável de seus passivos nos últimos anos”.

A empresa afirma ainda que usará a recuperação judicial para cumprir obrigações de “forma organizada”.

De acordo com o pedido de recuperação da 123 Milhas, os resultados do pacote “Promo” acabaram não sendo atingidos, porque a empresa esperava que os clientes também adquirissem outros produtos atrelados à viagem, mas que isso acabou não ocorrendo.

“Nesse contexto, a 123 Milhas se viu impossibilitada de emitir as passagens aéreas, pacotes de viagem e os seguros adquiridos pelos clientes do Programa Promo123, especialmente nos prazos contratados, motivo pelo qual entendeu por bem retirar o Programa Promo123 do ar e buscar, por meio do presente pedido de Recuperação Judicial, cumprir tais obrigações de forma organizada”, diz o pedido.

Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

Link original da notícia: https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2023/08/30/procon-suspende-vendas-de-passagens-pela-123-milhas-no-df.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *